Ah, mundo vasto mundo...Onde as possibilidades se fazem presentes mas ao mesmo tempo se tornam ausentes no meu modo de pensar...

sábado, 28 de agosto de 2010

Dançando pra não dançar

Às vezes danço sozinha sem ninguém me veja...é onde libero minhas energias, um dia inteiro de estresse
não tenho passo certo, coreografia marcada, música definida, não tenho estilo próprio
apenas tenho o meu corpo e o chão
meus pés andam pra lá e pra cá sem que eu saiba aonde eles vão chegar, deixo que Deus os conduza
meus braços flutuam pelo ar abertos pro nada, pro vazio, abraçando o mundo, a esperança
minha cabeça se move pensando em qual passo vou dar amanhã, no futuro
o som da música se resume à leve brisa que me invade, me inunda e que me faz sentir mais feliz nessa dança
não sou bailarina,dançarina
mas danço na chuva, danço em um abraço, danço em um ônibus lotado, danço nas adversidades, danço nas alegrias pois como diz a frase:

A vida não é esperar a tempestade passar,
é aprender a dançar na chuva.
Algie.
 

3 comentários:

  1. Que lindo! Parabéns, você escreve muito bem (me refiro aos outros textos também, os quais já li). Ah, e eu concordo com a frase! Existe coisa mais bela que dançar na chuva? ^^
    Beijinhos. ♥

    ResponderExcluir